"Na Natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."

Lavoisier

Velho do Restelo




"Velho do Restelo é um personagem introduzido por Luís de Camões no canto IV da sua obra Os Lusíadas.[1] O Velho do Restelo é variamente interpretado como símbolo dos pessimistas,[2] dos que não acreditavam no sucesso da epopeia dos Descobrimentos Portugueses, e surge na largada da primeira expedição para a Índia com avisos sobre a odisseia que estaria prestes a acontecer:[3][4] No episódio, narra-se a partida de Vasco da Gama aos mares (a saída do porto, ainda em Portugal). Um ancião (o Velho do Restelo) põe-se então a acoimar as viagens e os ocupantes das naus, sob o argumento de que os temerários navegadores, movidos pela cobiça de fama, glória e riquezas, procuravam desastre para si mesmos e para o povo português."






"Velho do Restelo", Columbano Bordalo Pinheiro


Metus








me·do |ê| 1
(latim metus-us)
substantivo masculino
1. Estado emocional resultante da consciência de perigo ou de ameaçareaishipotéticos ou imaginários. = FOBIAPAVORTERROR
2. Ausência de coragem (ex.: medo de atravessar a ponte). = RECEIOTEMOR ≠ DESTEMORINTREPIDEZ
3. Preocupação com determinado facto ou com determinada possibilidade (ex.: tenho medo de me atrasar). = APREENSÃORECEIO
4. [Popular]  Alma do outro mundo. = FANTASMA

"medo", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/medo [consultado em 06-03-2017].




Vejam bem que não há só gaivotas em terra...








José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos, foi um cantor e compositor português, e muito mais. Arriscou a vida ao lutar contra a ditadura, usando apenas as palavras.


Nascimento2 de agosto de 1929, Aveiro
Falecimento23 de fevereiro de 1987, Setúbal











Antecipa versus antecipar





Na rádio esta manhã, noticias das 9h:


"O Governo antecipa o programa de reformas antecipadas"

OU

"O Governo adianta o programa de reformas antecipadas"

OU 

... (aceitam-se sugestões)...

3ª pess. sing. pres. ind. de antecipar
2ª pess. sing. imp. de antecipar

an·te·ci·par Conjugar
(latim anticipo-aretomar antecipadamentelevar vantagemexceder)
verbo transitivo
1. Fazer suceder antes do tempo devido ou determinado. = ADIANTAR ≠ ADIARDEMORARPOSTERGARPRO-CRASTINARPRORROGARRETARDAR
verbo pronominal
2. Chegar ou vir antesadiantar-se. ≠ ATRASAR

"antecipa", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/antecipa [consultado em 22-02-2017].


antecipa forma do verbo antecipar
antecipar
an.te.ci.par
ɐ̃təsiˈpar
verbo transitivo
1.fazer acontecer antes da data marcada, adiantar
2.anunciar com antecedência, avisar
3.anteverprever
verbo pronominal
1.fazer algo ou ocorrer antes do tempo devido
2.fazer algo antes de outrem

Há bíblias assim






“Que culpa eles têm ? 
Roubam para comer porque todos estes ricos que têm para botar fora, 
para dar para as igrejas, 
não se lembram que existem crianças com fome p.161” 







Havia no Brasil da década de 1930 uma visão de país "novo", que ainda não havia se realizado, como registrou Antonio Candido de Mello e Souza, ressaltando os autores da época aquilo, que separava a nação dos países ricos.

Vivia o Brasil um momento conturbado, em que se tomava consciência da chamada luta de classes, durante a ascensão ao poder de Getúlio VargasJoão Luiz Lafetá afirma que “A consciência da luta de classes, embora de forma confusa, penetra em todos os lugares - na literatura inclusive, e com uma profundidade que vai causar transformações importantes”.
Buscava-se, então, a mudança social, ao contrário do momento literário anterior em que se enaltecia as qualidades do país, presente no movimento modernista; há um certo desencanto com a realidade, que a literatura passa a retratar de modo pessimista, mas fazendo-o de forma ativa, transformadora. No dizer de Lafetá, deu-se a "consciência pessimista do subdesenvolvimento".
Nesse contexto, a obra de Amado pode ser qualificada como "social e proletária".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails